Assinatura RSS

Peixada do Templo Budista

Publicado em

peixe assado

Nesse sábado (05/11) ocorrerá a tradicional e aclamada PEIXADA do TEMPLO BUDISTA.

Serão servidos À VONTADE:

_ PEIXE ASSADO na grelha!
_ STROGONOFF de carne!
_ BATATAS GRATINADAS!
_ Saladas e arroz!

Aproveite o sábado para fazer algo diferente e ainda ajudar o Templo!

Cada convite dará direito a uma cartela de Bingo que será feito no mesmo dia, além disso teremos MÚSICA AO VIVO para tornar a noite ainda mais agradável.

COMIDA BOA, MÚSICA BOA e PREMIAÇÃO!!!

O convite individual será R$ 20,00 e dá o direto de comer o QUANTO
CONSEGUIR. As bebidas serão à parte e vendidas no local

Peça o seu convite antecipado, qualquer dúvida ligue para: 43-3341.7145

Sentimento é algo para ser compartilhado

Publicado em

“Sentimento é algo para ser compartilhado”

Ensinamento:

Mesmo havendo uma flauta, se não for soprada não sairá som.
Se houver um sino e ninguém bater, nunca soará. Da mesma forma, o interior do seu coração não será compreendido se não for expressado.
(Diko Dyoufu kesshinshou/Nissen)

Interpretação:
O budismo prega acima de tudo a importância da consciência.

Porém, isto não quer dizer que deva ser uma pessoa introspectiva. A transmissão do sentimento as vezes pode ser telepático. Porém, nem sempre surte efeito. Saibamos então, escolher as palavras e transmitir verbalmente todos os nossos sentimentos.

Não se esqueça de que um dia partirá

Publicado em

“Não se esqueça de que um dia partirá”

Ensinamento:

Não importa como vive, a morte é uma coisa certa. Portanto, aja corretamente para não se envergonhar na hora da partida.
(Kyoudaisho/Nitiren)

Interpretação:
Pode não ter sido uma vida expressiva, mas uma vez que nasceu, um dia morrerá. Um devoto não pode receber de forma vergonhosa a sua hora final.
Curtir · · Compartilhar · há 12 horas ·

Estúpido é o incorrigível

Publicado em

“Estúpido é o incorrigível”

Ensinamento:

Errado é não corrigir o erro. Errar é humano e corrigir é divino. Se refletir e corrigir o erro, não haverá como ser criticado ou ser repreendido por quem quer que seja. O mestre Nissen compôs o seguinte verso:

“Quando se pergunta quem é o estúpido? É aquele que não se corrige por mais que lhe ensine.”

O mal por fim sempre é vencido

Publicado em

“O mal por fim sempre é vencido”

Ensinamento:

Existem a sabedoria popular e a mente maligna.

Também existem deuses do bem e do mal. Forças positivas se unem sempre ao bom sentimento e as negativas, ao mau sentimento. O bem e o mal estão constantemente em combate, mas é sempre o bem que vence. O mal não é páreo para o bem. Nunca na história se ouviu que o mal venceu o bem.
(Okouitiza/Nissen)

Não engane e não seja enganado

Publicado em

“Não engane e não seja enganado”

Ensinamento:

Engana-se pelas palavras, fisionomia, cabelo, roupas e visual. Engana-se pela sensualidade feminina. É enganado porque não enxerga a imundice escondida no coração das pessoas. Existem homens espertos como uma raposa. É um mundo de tapeação mútua. Tanto homens quanto mulheres, quando sábios, se amam pelo que são de verdade.
(Gohoumonsho/Nissen)

Justamente por sermos sofredores é que vale a pena nos esforçarmos

Publicado em

“Justamente por sermos sofredores é que vale a pena nos esforçarmos”

Ensinamento:
O lavrador cultiva o arroz, o carpinteiro constrói a casa e o tecelão tece. Se nos faltar qualquer um desses três itens: roupa, comida e moradia, a nossa sobrevivência é ameaçada. Portanto, não é abstendo-se das atividades de sobrevivência que obterá a felicidade. Apenas não deve se desgastar com prazeres ou ambicionar lucros cada vez mais altos. Trabalhe com honestidade e retidão.
(Kankai Ryoumon/Nissen)

A emoção da primeira vez

Publicado em

“A emoção da primeira vez”

Interpretação:

Saiba aproveitar o máximo de cada momento, mesmo que pareça repetitivo. A fraca emoção não se deve à falta de encanto nos acontecimentos, mas principalmente à sua falta de atenção e capacidade de se renovar. Ao se esquecer do sentimento de principiante estará bloqueando qualquer possibilidade de progresso.

O sacrifício do presente é a semente da felicidade

Publicado em

“O sacrifício do presente é a semente da felicidade”

Interpretação:
Já que estamos aqui para viver, vamos fazê-lo alegremente. Só porque a vida não é um mar de rosas, não justifica viver se lamentando. O budismo prega o caminho da superação das dificuldades para que possamos viver harmoniosamente.. Por isso é importante enfrentar esse sofrimento para desbravar o caminho a ser seguido por nós, de forma segura, para atingirmos a verdadeira felicidade.

Despertar Budista 19/08

Publicado em

Despertar Budista – 19/08

Clique no link para tocar. Você também pode fazer download para ouvir durante suas atividades físicas, dentro do carro,…

%d blogueiros gostam disto: